Dia 6 – Segundo Dia no Deserto Boliviano

 Linha do Tempo e Lugares do roteiro.

Saímos bem cedo para continuar explorando a Reserva Nacional da Fauna Andina Eduardo Avaroa, uma região inóspita e inabitada no sul da Bolívia.


Deixando o Hotel

As noites no deserto são muito geladas, com uma altitude média de 4.000 metros as temperaturas podem ser negativas mesmo no verão. O hotel oferece cobertores apropriados para o frio intenso, mas apesar disso me agasalhei bem para dormir, não passei frio. Acordamos as 6h para tomar café da manhã e preparar nossas coisas e partir as 7h, como combinado com o guia.

Reserva Nacional da Fauna Andina Eduardo Avaroa

Despedindo do Hotel.

No segundo dia de viagem nós visitamos os seguintes lugares:

jeep40x37 Árbol de Piedra

jeep40x37 Laguna Honda

jeep40x37 Laguna Hedionda

jeep40x37 Laguna Canapa

jeep40x37 Vulcão Ollague

Reserva Nacional da Fauna Andina

Preparando para partir.

 

Salar do Uyuni

Mapa do Atacama ao Uyuni


Arbol de Piedra

 

Em nosso segundo dia continuamos atravessando esse deserto multicolorido que também é chamado Deserto Salvador Dali, provavelmente pelas formas e cores que nos fazem lembrar  suas obras. Nossa primeira parada foi na Arbol de Piedra (em português: Árvore de Pedra), uma escultura de 7 metros de altura no meio do nada, esculpida pelo vento.

Vicunhas

Vicunhas

Árvore de Pedra - Deserto Salvador Dali

Arbol de Piedra

Bolívia

Deserto Salvador Dali


LAGUNAs

Continuando nossa viagem visitamos mais algumas lindas lagunas do altiplano. Essas magníficas lagoas foram formadas na divisão entre as Cordilheiras Ocidental e Oriental dos Andes, que se distanciaram mais de 600 km, formando o altiplano. Elas ficam no caminho entre a Laguna Colorada e o Vulcão Ollague, que esta a aproximadamente 5.800 m de altitude e é um ponto de referência no deserto.

Laguna Honda

Bolívia

Laguna Honda

Bolívia

Laguna Honda – Flamingos.

Bolívia

Entre o céu e a terra.

Laguna Hedionda

O visual da Laguna Hedionda é exuberante. A cadeia de montanhas ao fundo combinada com o azul-escuro das águas da lagoa e as praias de sal formam um cenário digno para uma pintura.

Reserva Nacional da Fauna Andina

Visão panorâmica da Laguna Hedionda

Reserva Nacional da Fauna Andina

Laguna Hedionda – Flamingos

Os flamingos são um espetáculo a parte em todas as lagunas que visitamos. Eu não me cansei de observá-los.

Enquanto explorávamos a lagoa o guia preparou nosso almoço. De volta ao carro fizemos nossa refeição ali mesmo, contemplando a vista.

Bolívia

Fotografando

Laguna Hedionda

Intervalo para o almoço.

Bolívia

Vegetação ao redor.


Vulcão Ollague

Depois da visita às lagoas seguimos na direção do vulcão Ollague, um vulcão ativo, situado bem próximo a fronteira da Bolívia com o Chile. Seu topo atinge a altitude de 5.870 metros. Em um determinado ponto paramos para observá-lo e tirar algumas fotos.

Bolívia

Vulcão Ollague

Bolívia

Parada para observação do Vulcão Ollague.

Vegetação rasteira do altiplano.

Vegetação rasteira do altiplano.

Essa vegetação verde e rasteira que parece um musgo só nasce no altiplano. De acordo com nosso guia ela retém água e é importante para a alimentação de animais como as lhamas e as alpacas.


Hotel de Sal

No meio da tarde alcançamos o Salar Chiguapa, região onde encontraríamos nosso hotel. Os hotéis de sal são famosos e procurados pelos turistas por sua construção incomum. É interessante ver que tudo é de sal: as paredes, as mesas do restaurante, os bancos, as camas e até o chão. Embaixo dos tapetes, tem sal grosso para pisar.

Salar Chiguana

Interior do Hotel.

Salar Chiguana

Hotel de Sal em Salar Chiguana.

Salar Chiguana

Salar Chiguana


PREÇOS  cifrao40x40

  • Pacote de 3 dias e 2 noites pelo deserto boliviano incluindo estadia e alimentação (70.000 pesos chilenos);
  • Ingresso para a Reserva Nacional da Fauna Andina, adquirido no primeiro dia como falado no artigo Dia 5 – Primeiro Dia no Deserto Boliviano (150 bolivianos).



DICAS dicaW40x37

  1. Apesar das refeições estarem incluídas no pacote, leve na mochila de mão algum alimento para os intervalos entre as refeições, como: barra de cereais, chocolate, biscoitos, etc;
  2. Leve água. Água não está incluída no pacote. A própria agência irá lhe recomendar que leve sua própria água. Sugiro um galão de cinco litros por pessoa;
  3. Separe na mochila de mão roupa de banho, chinelo e toalha para entrar na piscina de águas termais. As mochilas e malas grandes viajam empacotadas no teto do veículo e só são entregues no hotel. Portanto, é necessário separar alguns itens para levar na bolsa ou mochila de mão; e
  4. Leve papel higiênico e lenço umedecido para higiene pessoal.

next40x35 Seguir para Dia 7 – Salar de Uyuni.

previous40x35 Voltar para  Dia 5 – Primeiro Dia no Deserto Boliviano.

mapa1_50x38Ver Roteiro completo.




0

 curtiram / 0 Comentários
Compartilhe:

deixe seu comentário


Click on form to scroll

Archives

> <
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec