Dia 12 – Puno

Linha do tempo e lugares do roteiro.

Rumo a Puno. Dia de atravessar a fronteira novamente. Dessa vez entre Bolívia e Peru. Deixamos a encantadora Ilha do Sol, em direção ao norte, para explorar o lago Titicaca do lado peruano.

Cais da parte sul da Ilha do Sol.

Local de partida e chegada de embarcações na parte sul da ilha,

Acordamos na Ilha do Sol com uma paisagem linda vista da janela do quarto. Poderia ter ficado ali contemplando aquela paisagem por pelo menos mais um dia. Voltarei… esse é o meu pensamento sempre quando deixo um lugar do qual gosto muito.
Mochilas prontas, nos preparamos para fazer o caminho de descida até a praia de onde partem as embarcações. Chegamos bem antes do horário de partida do barco para que tivéssemos tempo de tomar um café da manhã com calma. Na ponta esquerda da praia existe um restaurante onde servem café da manhã e a vista é bem agradável.

Embarcamos as 10h30 de volta a Copacabana.

Chegamos em Copacabana por volta das 11h45. O ônibus para Puno partia as 13h30.

Ônibus partem de Copacabana para Puno duas vezes ao dia (7h30 e 13h30).

No mapa abaixo é possível ter uma ideia da localização de Copacabana e de Puno em relação ao lago. Observe também por onde passa a linha da fronteira. Um guia em Puno disse que 60% do lago pertence ao Peru e 40% a Bolívia.

Mapa do lago Titicaca com os principais pontos de interesse turístico.

Mapa do lago Titicaca com os principais pontos de interesse turístico.

O tempo de viagem entre Copacabana e Puno é de aproximadamente 3 horas.

Foto da estrada em direção a Puno.

Na estrada em direção a Puno.


 

Fronteira

É comum atravessar a fronteira entre Bolívia e Peru em ônibus de classe turística. Todos os passageiros devem descer do ônibus em um ponto antes da fronteira onde é necessário apresentar o passaporte em um posto boliviano. Depois atravessamos a fronteira a pé e nos apresentamos novamente, dessa vez no posto de controle peruano. Mas não se preocupe, pois a distância que temos que caminhar é curta e a mala vai no ônibus que atravessa sem passageiros e nos aguarda do outro lado da fronteira.

O processo é tranquilo de ambos os lados e não deve levar mais do que meia hora.

Chegamos ao Peru, em nosso décimo segundo dia de viagem, já com muitas histórias para contar, mas com uma expectativa grande de conhecer um pouquinho desse país fascinante e diverso.

Posto de Controle Migratório - Peru.

Posto de Controle Migratório – Peru.

Símbolo do Peru.

Bem vindo(a) ao Peru.


O Caminho

Mas como em qualquer país da América do Sul, nem tudo é belo. Vimos muita pobreza no caminho. Pela janela do ônibus é possível avistar muitas pequenas fazendas com casas muito pobres. Mas o que mais me chamou a atenção foi a quantidade de lixo jogado nos campos e acumulado principalmente na beira da rodovia. Uma pena.


Puno

Chegamos em Puno por volta das 15h30 do horário local que fica a -1 hora do horário do local de partida (Copacabana). Portanto ganhamos uma hora.

Quando chegamos na rodoviária um agente de turismo veio falar com a gente. Como era domingo e a rodoviária fica um pouco distante do centro, resolvemos acompanhá-lo até seu escritório que ficava ali mesmo na rodoviária. Ele nos mostrou algumas opções de hotéis e nos explicou sobre todos os passeios turísticos. Fechamos tudo ali com ele mesmo. Os preços me pareceram justos. Fechamos o hotel, o passeio para o próximo dia e a passagem de ônibus leito de Puno para Cusco.

Localização : sul do Peru, as margens do Titicaca.

População : aproximadamente 117 mil habitantes.

Como ir : de ônibus partindo de Cusco, Copacabana ou La Paz.

Altitude : aproximadamente 3.800 metros.

Moeda : Novo Sol (plural em castelhano: Soles) (PEN).

Fuso horário : -2 hora em relação ao horário de Brasília.

Vista da Praça das Armas em Puno.

Vista da Praça das Armas em Puno.

Ilha Flutuante de Uros.

Ilha Flutuante de Uros.

Puno: Mirante do Condor.

Puno: Mirante do Condor.

Ilha Natural de Taquile.

Ilha Natural de Taquile.


Atrações

Icone Barco

Ilhas Flutuantes de Uros

Icone BarcoIlha Natural de Taquile

Icone BarcoIlha Narural de Amantani

 

As principais atrações ligadas a Puno ficam no lago. As mais famosas são as curiosas Ilhas Flutuantes de Uros e duas grandes ilhas naturais, Taquile e Amantani, ambas povoadas.

Nós adquirimos um passeio para o dia seguinte que incluiu uma visita as Ilhas Flutuantes e a ilha Taquile. Veja nosso próximo post Dia 13 – Ilhas Flutuantes de Uros e Taquile.


Preços cifrao40x40

Transporte : Ônibus entre Copacabana e Puno (25 bolivianos). Táxi da rodoviária de Puno até o hotel (5 soles).

Estadia: quarto com banheiro privativo para duas pessoas. Hotel Qorikancha Inn (40 soles por pessoa a diária);

Passeios: Ilhas Flutuantes de Uros + Ilha Natural de Taquile (30 soles);

Observação: os preços são referentes a maio de 2014 quando a taxa de câmbio estava 1 USD = 2,76 Soles (casa de câmbio em Puno).




next40x35 Seguir para Dia 13 – Ilhas Flutuantes e Taquile.

previous40x35 Voltar para Dia 11 – Isla del Sol.

mapa1_50x38Ver Roteiro completo.




0

 curtiram / 0 Comentários
Compartilhe:

deixe seu comentário


Click on form to scroll

Archives

> <
Jan Feb Mar Apr May Jun Jul Aug Sep Oct Nov Dec